ouvi e gostei #61

Lisa Ekhdal. Já a ouço há alguns anos e cruzei-me com este tema já não sei bem onde e adorei. Sempre com aquela vozinha infantil e sussurrada que ela tem, o piano meio western por trás, o assobiozinho sempre presente…faz-me lembrar a Bjork por vezes.

É aquele som que para mim é sempre uma opção segura, que me deixa bem disposta, que me faz conduzir com mais alegria.

Gostarei sempre de temas assim, não há nada a fazer, é a minha natureza!

Convosco, The moon can not be stolen.

Anúncios

sugestões netflix #4: Marie Kondo

Pois é, esta foi das séries netflix que mais gostei de ver nos últimos tempos.

É sobre a magia da arrumação, na óptica de Marie Kondo, uma japonesa especialista em organização pessoal e arrumações em geral.

Pois bem, ela ajuda famílias a organizar o seu caos em casa, completando 5 passos fundamentais, no que toca a arrumar:

1 – roupas

2 – livros

3 – papéis

4 – komono (items vários, uma miscelânea de coisas entre cozinha casa de banho, etc)

5 – items sentimentais (os mais díficeis de organizar e por isso deixados para o final)

Basicamente as pessoas destralham a casa do que não precisam e são incentivados a arrumar tudo com as técnicas dela (que aliás, já pus em prática algumas cá em casa e funcionaram que foi uma beleza – mas isso é assunto para vos mostrar devidamente noutro post).

Adorei ver a série, ela – a Marie – é muito fofinha e os conselhos são óptimos para quem luta com pouco espaço numa casa – coisa que eu ando sempre a fazer cá em casa. São poucos episódios que se despacham num instantinho e podem dar uma ajuda também aí na vossa maison!

Cá vai trailer!

Olá 2019, será que vou muito atrasada?

Pois é maltinha, o final de 2018 foi um pouco atribulado, cheio de balanços e aventuras daquelas para mais tarde recordar. Muito aconteceu, o que me deixou pouco tempo para cá vir discorrer sobre as minhas tonteiras, teorias, cenas várias que me vou lembrando e que gosto de volta e meia colocar aqui.

Portanto, deixando de lado todos aqueles clichés sobre mudanças e blá-blá-blás que a malta escreve no início do ano…

…que haja saúdinha para todos e menos impostos este ano!…é o que se quer por cá!

Vou tentar andar por aqui mais regularmente…e espero-vos desse lado!

imagem daqui.

nice and cozy #22

Está para breve.

Impus uma condição cá em casa. Já que o chão da sala não cresce, e o pó não é selectivo quando entra pela janela… Quero as guitarras clássicas e eléctricas e ukuleles e bandolins pendurados na parede.

A ver se ele vê isto e cumpre.

main.php (600×450)

imagem daqui e daqui.

(Pipi-man, querido, caso me estejas a ler: o berbequim já está na entrada, pronto a entrar em acção! Considerando o valor das peças acho melhor seres tu a furar a parede e a aparafusar a estrutura, não vais querer arriscar chegar a casa e estar tudo no chão, pois não?)

(Pode ser que resulte. Logo vos digo.)

ouvi e gostei #60

Entretanto andei a ouvir o álbum da banda que vos falei a semana passada, e que bela surpresa! É que é mesmo bom!

Tomem lá mais uma dos Triosense, e não sei se não vos volto a chatear com esta banda, ando viciada no som deles! Os cambiantes da batida, as teclas, a dissonância no final da frase, na medida certa, que posso mais dizer? Gosto muito!

Fazem-me lembrar os Rohey (acho que já falei deles aqui no blog quando os vi ao vivo) e isso só pode ser bom!