ouvi e gostei #15

Mayra Andrade. Conheci-a através de um amigo, também professor de música, que me recomendou que a ouvisse por saber que eu gosto de música do mundo. A Mayra tem a minha idade,  nasceu em Cuba, cresceu entre países (Senegal, Angola, Alemanha e Cabo Verde) e vive em Paris desde 2003. Para mim, e do que ouvi, parece-me que a maior influência será mesmo a de Cabo Verde, e eu adorei a voz e a sonoridade dos temas dela. Já estive no continente Africano mas nunca fui a nenhum país africano central – a verdadeira África para mim. A que ouço das histórias e das saudadaes. Talvez por ser filha de angolanos fiquei com uma costela emprestada, que me faz adorar tudo o que é música desta, seja angolana, cabo-verdiana, moçambicana…qualquer uma que venha de um desses sítios maravilhosos. Adoro música do mundo, sonoridades e ritmos diferentes, mas a música africana é sempre qualquer coisa: admiro-lhes a noção de ritmo, a felicidade simples nas canções e as cordas sempre agudas (soltas ou em solo) que nos fazem logo querer dançar e nos invadem de boa onda, instantâneamente. Deixo-vos com o tema que mais gostei – “Ilha de Santiago” do último álbum dela, o “Lovely Difficult”. Muito Bom.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s