Dia mundial da música – um vídeo lindo e inspirador

Não costumo escrever aos sábados, porque não tenho muito tempo para isso e porque também trabalho numa parte do dia, e na outra quero é descansar ou divertir-me. Mas hoje tem mesmo de ser. Primeiro porque é dia Mundial da Música, e depois porque a música em si mesma é uma coisa tão abrangente e bonita que deveria ser celebrada a sério. A propósito disto vem este vídeo que vos deixo aqui em baixo, que se não é uma lição sobre vida e música então não sei o que é. Vejam estes 18 minutos que valem mesmo a pena, mesmo para quem não seja músico, vai decerto entender melhor quem o é e o porquê de o ser. É de um Tedx em que o orador Victor Wooten (grande baixista por sinal) diz coisas que eu própria venho a dizer há muitos anos e ainda não consegui que a maioria das pessoas me compreendesse. Senão vejamos:

  1. Ele equipara a música a linguagem – não poderia concordar mais – e defende que no início ela é livre e natural, aprendida por imitação, intuitiva e focada no bem-estar e socialização. Com pouco sentido académico. É isso que tento fazer com as minhas turmas de bebés e crianças pequenas – uma pequena “jam”, em que se sintam livres e realizados a fazer música. Primeiro ser musical e depois aplicar isso a um instrumento ou teoria mais séria, temos tempo para isso. No início promovo o sorriso e a felicidade musical, e acho que vou no caminho certo.
  2. Defende que a música é um “life style” – adoro esta parte, e não há nada mais triste do que saber que talvez, porque as pessoas em geral não estão familiarizadas com a música, olhem para os músicos e professores de música como aquela gente esquisita que passa o dia todo a brincar ou a fazer de conta que tem uma profissão a sério.
  3. Diz o Victor que a música ensina-nos a ver as coisas de uma perspetiva diferente,  está até cientificamente provado que o nosso cérebro fica fisiologicamente diferente, com funções sobrepostas e com mais multi-tasking que os não músicos. Acrescenta dizendo que quando vemos alguma coisa má ou horrível na nossa vida, se calhar estamos é a vê-la na oitava errada – fantástico!
  4. Encerra dizendo que a música serve essencialmente para termos prazer com ela, para nos divertir. Serve para juntar e não separar (ainda há dias disse isto numa reunião de trabalho, e ainda não tinha visto o vídeo dele). O Victor afirma que a música é uma “bomba cupido”, cada país tem a sua e que funcionará sempre de uma maneira positiva.

Adorei a mensagem, quem me dera que mais pessoas a compreendessem.

Por mim, cá continuarei a tentar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s