Salmão com broa

Ainda não fiz exactamente esta receita, mas gosto muito de salmão, especialmente se for fresco e grelhado. Mas assim também me parece uma óptima opção e não muito difícil de fazer, pelo contrário, sou adepta daquelas receitas em que se vira tudo para um recipiente e já está – neste caso esse recipiente é a picadora. Like!

A receita é daqui e a imagem também. Se alguém se quiser chegar à frente e experimentar primeiro, façam favor!

Ingredientes (para duas pessoas):

  • 2 lombos de salmão
  • Sal e pimenta branca q.b.
  • Sumo de Limão
  • 150g de broa de milho
  • 3 dentes de alho
  • 1 ramo de coentros frescos
  • 1 fio de azeite

Preparação:

Tempere os lombos de salmão com sal, pimenta e um pouco de sumo de limão.
Deixe descansar uma hora. Numa assadeira, deite um fio de azeite no fundo. Por cima disponha os lombos de salmão. Na picadora coloque a broa aos pedaços, os alhos, os coentros e um fiozinho de azeite. Pique bem até obter uma “pasta”. Coloque essa pasta por cima dos lombos de salmão. Regue com mais um fiozinho de azeite. Leve ao forno pré-aquecido nos 200ºC durante 15 a 20 minutos ou até estar cozinhado e dourado. Acompanhe com batatas cozidas e brócolos cozidos.

ouvi e gostei #28

Dvsn. Diz que se lê como “division”, e já que o logo deles é “÷”, parece-me coerente. São um duo canadiano, composto pelo Daniel Daley e o Anthony Paul Jefferies (também conhecido no meio como Nineteen85).

Não sei muito bem como classificá-los, mas acho que seria numa espécie de R&B alternativo com um “quêzinho” de eletrónico. Eu e as catalogações não nos damos bem, mas vocês já sabem disso.

Read More »

pérolas infantis #8

No início de uma aula, naquele tempinho que tiro sempre para conversar com os miúdos (eles precisam mais do que se pensa – ter um adulto totalmente concentrado naquilo que eles querem dizer, a ouvi-los com atenção). Diz o Vicente, que é um miúdo porreiro a quem eu dou aulas, vidrado no mundo animal – tem cães, gatos, tartarugas e peixes e adora-os de paixão:Read More »

uma espécie de aperitivo que me salva muitas vezes o jantar

Isto nem é bem uma receita, é mais uma constatação. Uma combinação tão fácil, barata e tão saborosa, como tudo deveria ser na vida. A verdade verdadinha, é que cá em casa janta-se muito pouco. Almoça-se que nem um abade, mas esforçamo-nos por jantar light.

Read More »