pérolas infantis #8

No início de uma aula, naquele tempinho que tiro sempre para conversar com os miúdos (eles precisam mais do que se pensa – ter um adulto totalmente concentrado naquilo que eles querem dizer, a ouvi-los com atenção). Diz o Vicente, que é um miúdo porreiro a quem eu dou aulas, vidrado no mundo animal – tem cães, gatos, tartarugas e peixes e adora-os de paixão:

– Sabes Pipi tenho novidades para ti! Tenho um peixe novo para fazer companhia ao Beta! (Um peixe antigo que ele já tinha e de que já me tinha falado).

Respondo eu: – Ai é? Então e como lhe vais chamar?

– Ainda não sei, disse ele. Primeiro vou-lhe dar uma semana para ver como ele se porta e se ele se portar bem, depois dou-lhe um nome fixe!

Eu: – Boa ideia, depois para a semana contas-me o nome que lhe escolheste. E já agora de que cor é o teu peixe novo? (As cores fazem parte dos conteúdos que eles aprendem e é sempre uma boa maneira de puxar pela memória descritiva. Eu a pensar que ele ia dizer simplesmente “é vermelho” como 99% dos peixes que se oferecem a crianças e morrem 3 semanas depois com comida a mais no bucho).

Ele: É de várias cores, tem assim muitas barbatanas azuis e verdes e depois tem uma risquinha amarela pelo corpo todo. Mas às vezes quando ele passa no aquário, parece que muda de cor. Ele é mesmo bonito! O Beta também é bonito, mas este ainda é mais!

Eu (pasmada com a descrição): Ui, deve ser mesmo bonito! Então e diz-me lá uma coisa, peixes tão bonitos costumam ser de água quente, o teu peixe é de água quente ou água fria?

Ele: Ó Pipi, o meu peixe é de água TÉPIDA! (Eu pensei que não estava a ouvir bem. Tépida? Uau!) Sabes o que é não sabes? É uma água que não pode ser muito quente nem muito fria. É assim como morna. O aquário tem um aquecedor e um termostato (juro que ele disse a palavra termostato), quando está frio acende-se uma luzinha e aquece a água, quando está calor o aquecedor pára porque já não é preciso…percebeste?

Eu (com os olhos a brilhar): Ó se percebi, Vicente! Percebi tudo!

Vicente, 4 anos.

Não sei se o peixe dele é parecido com este. Mas que foi uma grande converseta para um miúdo de 4 anos, lá isso foi.

E é destas pequenas coisas que me alimento, para dar o meu melhor, nisto que faço todos os dias.

foto daqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s