menos é mais no que toca a químicos no cabelo

Nos dias de hoje toda a gente parece preocupada com os químicos. Os que são utilizados no que comemos, os que usamos em cosmética e tantos outros que andam por aí. É verdade que me preocupo com isso, mas nunca fui extremista nem fundamentalista. Acredito que estamos expostos a muitos mais deles do que os nossos avós estiveram – certamente, mas claro que nem todos são maus. A verdade é que, no que toca a cosmética nunca usei nada de especial para a pele, mas notei toda uma diferença no que toca ao cabelo. Ou seja, nunca consegui que o meu cabelo crescesse abaixo do ombro, porque ficava sempre espigado e com mau aspecto, independentemente de tudo o que eu usasse para o tratar, e foi muita coisa.

Até ao dia em que achei que tinha de fazer qualquer coisa. O meu cabelo é muito seco e levemente encaracolado, passava a vida a hidratá-lo e a reconstruí-lo, usava seruns, champôs especiais, máscaras, ampolas, óleos e sei lá mais o quê. Experimentei de tudo e nada funcionava comigo, o cabelo estava sempre baço, sem brilho, seco e espigado. Até que, uma amiga que percebe da coisa, me falou que muitas vezes o cabelo seco é confundido com sensível e os químicos presentes na maioria desses produtos todos, são os responsáveis por estragar mais do que resolver.

Assim, a primeira coisa que fiz foi deixar de pintar e assumir os brancos (que já são muitos, mas paciência!) e trocar de champô. Também me disseram que o champô é o produto que mais estraga o cabelo por causa dos agentes de limpeza, que – para limparem bem e com muita espuma – dão cabo do brilho natural do cabelo. Pesquisei sobre o assunto e vi que existem movimentos como o low poo, e o no poo, que se focam essencialmente em não usar produtos com sulfatos e parabenos no cabelo. Boa, então lavamos o cabelo com quê? Eu encontrei este champô (sem sulfatos, sem silicone, sem corantes e sem parabenos) que é o que tenho usado, e digo-vos uma coisa, o cabelo não parece o mesmo. Não está tão estragado e começa a ficar com aquele brilho natural outra vez. No início o champô é estranho, não faz espuma (a maioria dos químicos servem para isso mesmo – fazer espuma) e pensamos que não vai ficar limpo, mas é só impressão. Ele lava mesmo, o cabelo fica impecável. É o que tenho usado, só champô e máscara (também sem parabenos e silicones) e deixei tudo o resto. Vale a pena experimentar para quem sentir que já experimentou tudo e não vê melhorias. Pode ser isso – excesso de químicos no cabelo.

Low Shampoo - Crème Lavante Délicate

imagem daqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s