ouvi e gostei #35

Jesus Alejandro, el niño. Não sei bem onde é que apanhei este tema, mas ouvi e gostei. Mais ao estilo world music, salsa e tal que também gosto. O Jesus é conhecido como “El niño” e de origem Cubana. Nasceu em Havana e emigrou para os Estados Unidos, mudou-se depois para Montreal no Canadá e vive por lá.

Adoro a onda deste tipo de música, as guitarras, as vozes e os solos de trompete! Deixo-vos com este tema que se chama “Serrana”.

Dançai gente, dançai! 🙂

Yogi tea, o melhor chá do mundo

Gostava muito que este post fosse patrocinado pela Yogi e que me pagassem para dizer estas coisas – mas infelizmente não se trata disso, é mesmo só (mais uma) opinião sincera. Posto isto eu adoro chá, já vos tinha contado aqui. E este foi a melhor descoberta dos últimos tempos. Diz que é “ayurveda” (seja lá o que isso significa – mas acho que é medicina tradicional indiana). No entanto não o comprei por isso, ofereceram-mo a provar num restaurante vegetariano e nunca mais deixei a marca. Primeiro porque o sabor é intenso – dos mais intensos que consigo arranjar em Portugal – depois porque me manda mensagens catitas quando abro cada pacote, e ainda porque a marca tem uma comunicação inteligente com o consumidor. E inteligência é coisa que me agrada. Seja em animais, pessoas (pequenas e grandes) ou pacotes de chá.

(Imagem daqui.)

Não é que eles se lembraram de fazer uma das coisas mais inteligentes em marcas com produtos que têm um monte de possibilidades? Senão vejam: quando gostamos de um produto que tem não sei quantos sabores, sentimo-nos sempre na dúvida sobre qual experimentar. Eu pelo menos sou assim, quando me oferecem muitas opções eu nunca sei bem o que escolher, fico na dúvida: “será que vou gostar mais deste ou daquele sabor? Será que aquele é mais doce ou este é mais aromático?” E lá vou acertando umas vezes e errando outras, o que se tratando de pacotes de chá de 5€ não dá assim muito jeito porque posso correr o risco de não gostar (é raro mas acontece) e ele ficar ali encalhado na prateleira, o que é sinceramente uma pena.
Então eis o motivo do meu regozijo com a inteligência da Yoggi: é que eles tiveram a brilhante ideia de colocar num único pacote 9 qualidades lá dentro, dois saquinhos de cada sabor, para que o cliente tenha oportunidade de experimentar muitos sabores (não são todos os disponíveis mas já é um bom começo) e perceber qual o que gosta mais. Ou então, escolher um sabor consoante o mood em que estiver. Achei mesmo fixe!
O pacote é este, custou por volta de 5€ no celeiro (mas acho que o continente também tem alguns sabores) e é das melhores coisinhas para infusões que eu tenho visto. O meu preferido é sem duvida o de jasmim – parece um bouquet de flores em estado líquido. Se gostam de chá (e se não gostam também, porque é uma óptima maneira de começar a gostar) experimentem! E depois venham cá contar à pipi se não é verdade!