Aquela altura do ano

Todos os anos é a mesma coisa. Todos os anos eu penso “para o ano é que vai ser, não vou cometer o mesmo erro, vou fazer as coisas com mais calma, com mais antecedência.” Mas a verdade é que não dá.

Não dá para começar a trabalhar certos conteúdos mais cedo, não dá para marcar ensaios para as festas de final de ano mais cedo, não dá para fazer as lembranças de participação (e são muitas) que todos os anos entrego aos meus alunos, mais cedo. Não dá para fazer o arquivo dos seus trabalhinhos mais cedo, só mesmo no fim do ano. E as avaliações também não dá para fazer a um mês do fim do período, até porque não seria um registo exacto e descritivo do seu percurso até ao fim do ano letivo.

Simplesmente não dá para antecipar certas coisas, certos timmings particulares – o que invariavelmente acaba sempre num acréscimo muito acentuado de trabalho nesta altura do ano. É que nem sei para onde me virar. E olhem que eu até sou uma pessoa bem organizada, com to do lists por todo o lado, e que raramente deixa uma tarefa para trás ou se esquece de alguma coisa. Neste momento o meu escritório não tem chão disponível e trabalho de segunda a domingo.

Mas vale a pena, mais não seja para ver a cara de satisfação e a alegria dos miúdos quando chega o fim do ano letivo. Isso não tem preço. Pelo menos para mim.

Resultado de imagem para the parts of a teacher

imagem daqui.

 

Pérolas infantis #12 (especial dia da mãe)

Feliz dia da Mãe! 

Feliz dia da mãe à minha mãezinha que é óbvia e taxativamente a melhor mãe do mundo!

Para assinalar devidamente a data, aqui vos deixo esta pérola: mães para todos os gostos, pelos meus alunos.

Há galinhas, periquitas, leoas e focas, é só escolher! 🙂

   
    
 

pérolas infantis #11 (agora com fotos)

Os animais vistos – e desenhados – pelos meus alunos.

Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência. Aliás, eu própria (apesar de ter uma melhor noção do corpo e patas e tal) não faço muito melhor que eles. Ora espreitem. São uns fofos.

 

Há porcos com cara focinho de galinha.

 
Há gatos com duas pernas.

 
E gatos com sete patas.  

pérolas infantis #10

Numa de consciencializar a miudagem para o lixo e para o desperdício que se faz no planeta, costumo falar de reciclagem com os meus miúdos. E mostrar-lhes que se podem fazer coisas fixes aproveitando lixo embalagens que seriam deitadas fora, para fazer instrumentos musicais. Às vezes faço coisas todas bonitas com eles, como vos mostrei aqui, quando tenho tempo.

No caso levei maracas recicladas com diversos materiais no interior, para que adivinhassem só pelo som (sem ver o conteúdo) o que estava lá dentro. Alguns miúdos adivinharam logo, outros tiveram de aproveitar pistas que vou dando para conseguirem perceber que o som era produzido com baguinhos de arroz, massinhas de canja, feijões ou areia.

A maioria acha muita piada quando vê que é uma maraca reciclada e não a sério, mas não passa muito disso. Lá ouvem a minha lengalenga sobre reciclar mas a coisa não vai muito além da aula, não vai longe, portanto.

E depois há aqueles miúdos que nos surpreendem. Na semana seguinte a este episódio que vos conto, a Lara que é uma miúda muito fofa a quem dou aulas, não sossegou enquanto não a deixei ir buscar a mochila porque “tinha uma surpresa” lá dentro.

Lá a deixei mostrar e foi isto que ela me apresentou. A maraca reciclada mais bonitinha de todo o sempre, que fez em casa “com a ajuda do pai, que colou o pauzinho”. E ainda fez outra de um rolo de papel higiénico. A melhor parte desta história é que me perguntou no fim (tal e qual eu lhes faço a eles):

– O que é que está cá dentro, ora adivinhem lá?… Faz este som… É da cozinha, cheira bem e é castanho…

Eram grãos de café. Uma ideia própria que ela tirou da cartola.

Lara, 5 anos.

  

pérolas infantis #8

No início de uma aula, naquele tempinho que tiro sempre para conversar com os miúdos (eles precisam mais do que se pensa – ter um adulto totalmente concentrado naquilo que eles querem dizer, a ouvi-los com atenção). Diz o Vicente, que é um miúdo porreiro a quem eu dou aulas, vidrado no mundo animal – tem cães, gatos, tartarugas e peixes e adora-os de paixão:Read More »

pérolas infantis #6

Acabadinha de chegar à escola, com um pé no degrau e o outro a pisar o chão da sala de aula:

– Olá meninos!

– Olá Pipi! – e virou a cara para o lado, qual exorcista que vomitou o chão todo.

Que recepção. Que imagem. Coitadito do miúdo – estava mesmo doente.

São pérolas que me caem na frente.

Literalmente.